Assembleia de Deus
Assembleia de Deus
Ministério Belém
Setor 06 - Congregação Valo Velho I
Pastor Presidente José Wellington Bezerra da Costa

Notícias > Acidente com ônibus que transportava fiéis da igreja Assembleia de Deus mata 2 pessoas e deixa 32 feridas

Nesse domingo, um grave acidente envolvendo um ônibus que transportava fiéis da Igreja Assembleia de Deus de Claro dos Poções (MG) matou 2 pessoas e deixou 32 feridas. O ônibus capotou quando levava o grupo de evangélicos para um circulo de oração na cidade de Água Boa, a cerca de 20 km de Claro dos Poções.

De acordo com o relato de testemunhas à Polícia Rodoviária Federal o ônibus apresentava problemas na marcha e estava sem freio motor. O pastor José Antônio Barbosa contou ainda que o ônibus já havia apresentado problemas mecânicos, mas que a viagem seguiu após o problema ter sido, supostamente, corrigido pelo motorista.

- O ônibus foi contratado por um serviço terceirizado e já havia apresentado problemas logo no início do trajeto. Fomos até chamados para vir buscar os passageiros com outro ônibus, mas o motorista parou e achou que tivesse resolvido o problema e que poderiam seguir viagem. Porém, perdeu o controle do veículo na descida e capotou na virada do trevo – relatou o pastor, que chegou ao local logo depois do acidente.

- Averiguamos que o veículo está com a lataria comprometida e pneus carecas. Mas a perícia apontará ainda a conclusão sobre as causas do acidente – completou o policial Rossiny Alves, segundo o G1.

O capotamento do ônibus vitimou fatalmente uma menina de 9 anos e um homem de 82 anos, que morreram no local, e deixou 32 feridos, muitos deles em estado grave. Uma mulher que teve o braço direito amputado foi levada de helicóptero para a Santa Casa de Montes Claros, que também recebeu outros quatro vítimas em estado grave.

O Hospital Universitário de Montes Claros, que é referência em traumatologia, recebeu 13 pacientes, assim como os hospitais Aroldo Torinho e Dilson Godinho, que também receberam pacientes com ferimentos graves. Pacientes com escoriações mais leves foram levados para o Hospital Regional Pirapora.

- Primeiro fizemos o atendimento às cinco vítimas em estado mais grave. Muitos estavam presos às ferragens. Todos os passageiros estavam sem cinto de segurança – afirmou o tenente Castro, do Corpo de Bombeiros.

- Deparamos aqui com uma situação a qual foi necessário colocar em prática um plano de catástrofe, mobilizando todos os profissionais, inclusive estudantes do último período de medicina, e todos os hospitais da nossa rede para fazer o atendimento às vítimas – explicou Frederico Willer, gerente de urgência e emergência de Montes Claros.

O acidente mobilizou também os membros da igreja, além de familiares e conhecidos das vítimas.

- Todo mundo que estava no ônibus era conhecido. Assim que soube do acidente vim para cá e me deparei com essa tragédia – contou o estudante Eduardo Santos.

- Um caminhoneiro que estava logo atrás do ônibus tinha uma segueta e ajudou a tirar algumas pessoas que estavam presas às ferragens – relatou o músico e membro da Assembleia de Deus Jadir Martins Pimenta, que foi um dos primeiros a prestar socorro às vítimas.

Por Dan Martins, para o Gospel+



Confira Também:

Pastor acusa policiais de roubo no Complexo do Alemão
Jornal Nacional comenta sentença de morte de Yousef Nadarkhani
Mãe que perdeu filhos no incêndio em Santa Maria diz que se refugia na Bíblia
Lei que pede o ensino da bíblia em escolas é aprovada em Kentucky
Russos constroem “Arca de Noé” para resistir ao Apocalipse
Filha de homossexual pede que o governo proteja casamento tradicional
Copyright © Assembleia de Deus - 2010 - 2019 - Todos os direitos reservados.
Rua: Luar do Sertão, 1.257 - Cep: 04434-000 - Valo Velho
Validado em  XHTML